Confira (x) dicas para arrasar na harmonização de vinhos

Os vinhos são ótimas companhias em praticamente todas as refeições, desde almoços em família até jantares mais elaborados. Se bem escolhida, essa bebida consegue até mesmo realçar o sabor de cada alimento, contribuindo para que seus pratos sejam ainda mais saborosos.

Para fazer uma boa harmonização de vinhos (nome dado a essa combinação de bebida e prato), confira algumas dicas para diferentes tipos de alimentos. Tenha uma boa leitura e bom apetite sempre!

Carnes brancas

Por conterem menos gordura, carnes de frango, de alguns peixes e demais proteínas brancas combinam bem com a maioria dos vinhos brancos e com alguns vinhos tintos suaves, principalmente aqueles feitos a partir de uvas Chardonnay, Pinot Noir e Roussanne.

Pense sempre em eventuais molhos que acompanham a carne. Além disso, lembre-se de que peixes com gosto mais forte ou frutos-do-mar com sabor mais realçado demandam outras harmonizações, com vinhos mais encorpados.

Carnes vermelhas

Carnes vermelhas são bastante versáteis e contam com uma grande variedade, desde os cortes bovinos mais comuns até carnes de caça, como cordeiro.

Para carnes com gosto mais suave, indicamos vinhos com bastante tanino, substância presente nas uvas que confere corpo à bebida. Quanto ao tipo de uva, as sugestões são Merlot e Syrah.

Já para carnes com sabor mais notável, como as de caça, invista em vinhos mais ácidos e com mais aromas, como os feitos a partir da uva Tempranillo.

Queijos

O queijo também é um alimento cujo tipo escolhido para ir à mesa interfere no vinho a ser colocado nas taças. Vinhos mais leves combinam com queijos suaves e frescos, sem gosto marcante. Ricota, muçarela e queijo coalho caem muito bem com vinhos brancos leves.

Queijos amarelos e com maior tempo de maturação tendem a ter gosto mais forte, o que abre caminho para vinhos tintos com aroma leve e corpo mais realçado, alternando entre a alta e a média intensidades. Aqueles produzidos a partir de uvas Merlot e Cabernet Sauvignon são as indicações nessa situação. Esses queijos permitem também uma boa harmonização com espumantes.

Por fim, queijos azuis, como o gorgonzola e o roquefort, se dão bem com vinhos brancos aromáticos ou vinhos tintos frisantes.

Comidas com molho

A harmonização com comidas com molho vai depender, sobretudo, do ingrediente principal da receita. Uma ave coberta com qualquer molho, por exemplo, pede um vinho mais leve. Já um macarrão com molho de tomate não fará feio acompanhado de um tinto seco. Se o molho for feito à base de queijo, opte por vinhos mais marcantes, como os de uvas Merlot ou Cabernet Sauvignon.

Risotos

A maioria dos risotos tem sabor neutro, então, prefira vinhos caracterizados pela suavidade no paladar. Geralmente, um vinho branco é uma boa escolha. Contudo, se no preparo do prato forem incluídos ingredientes como queijos amarelos e cogumelos, abra uma garrafa de um vinho com mais intensidade.

Sobremesas

Sobremesas também pedem um bom vinho. A maioria delas se dá bem com vinhos brancos, espumantes e vinhos rosé. A exceção são aquelas feitas com chocolate, que permitem uma boa harmonização com Vinho do Porto, conhecido por sua intensidade.

Agora que você conhece as melhores recomendações para harmonização de vinhos, que tal conhecer bons locais para comprar a bebida? Nossas indicações são a Wine e a Vinho Fácil, que oferecem cashback pela Mooba. Assim, em toda compra, uma parte do valor gasto é devolvido e você pode usá-lo como quiser.

Para entender melhor como funciona o cashback e aproveitar suas vantagens, veja este guia completo disponível aqui no blog.

Deixe uma resposta

Seu email nunca será publicado. Campos obrigários são marcados com *