A ideia de integrar espaços é uma tendência quando se fala em construir ou reformar casas e apartamentos. A principal função dos ambientes integrados, além da praticidade, é a sensação de amplitude que o conceito revela tanto aos projetos arquitetônicos quanto aos de interiores.

Porém, antes de optar por esse tipo de projeto, é necessário fazer um bom planejamento, baseado no dia a dia e nas prioridades de cada cliente, a fim de realizar as melhores disposições para o mobiliário, assim como reorganizar de modo adequado a decoração.

Então, se você planeja morar em um ambiente integrado, continue a leitura e confira 5 dicas de como decorá-lo da melhor maneira!

O que são ambientes integrados?

O conceito de morar é bem diferente nos dias de hoje. As pessoas têm optado por espaços mais abertos e integrados, pois elas desejam passar mais tempo juntas e, consequentemente, não se importam em dividir ambientes.

Em vista disso, não somente a arquitetura, mas também o design de interiores precisaram se ajustar ao novo conceito, criando setores decorados que pudessem ser compartilhadas por todos que habitam no mesmo local.

Como decorar ambientes decorados?

Agora você vai descobrir como decorar os ambientes integrados para permitir que o espaço se torne mais harmonioso e agradável de viver!

1.Pisos iguais

Apesar de ter vários cômodos em um único espaço, a ideia de colocar pisos diferentes para separar cada área da casa não é uma boa aposta!

Assim sendo, a dica é dispor tapetes para demarcar os ambientes, escolhendo acabamentos que casem a cozinha com a sala, por exemplo.

2.Pouca abertura

É contraditório, mas aberturas muito grandes podem “detonar” a arquitetura de um local. Logo, os ambientes com pouca abertura tendem a promover conexão e, ao mesmo tempo, garantir a privacidade em áreas mais íntimas, como as destinadas para a leitura.

3.Boa circulação

Uma das vantagens de conceitos abertos é o equilíbrio, uma vez que a circulação deve ser otimizada com o propósito de dar mais fluidez ao ambiente.

Então, deixe os corredores livres, que podem ser formados pelo posicionamento dos móveis, sem que haja necessidade de uma demarcação direta.

4.Iluminação correta

Sabemos que a iluminação ruim é a assombração da maioria dos espaços. Isso se deve ao fato de que em locais abertos, os efeitos de luz e sombra costumam expor e esconder áreas de convívio ou aquelas mais intimistas.

Desse modo, opte por luminárias decorativas que criam um senso mais aconchegante e são perfeitas para delimitar espaços pequenos em um contexto aberto.

5.Cobogó vazado

O cobogó é de origem pernambucana e foi desenvolvido para permitir mais ventilação e luminosidade no local. Ele consiste em um bloco vazado feito de materiais, tais quais: madeira, metal, mármore, vidro, cerâmica, plástico, resina ou concreto.

Logo, você pode apostar nesse recurso para valorizar as áreas da casa, ao mesmo tempo que faz bom uso do espaço. É possível encontrar o bloco em várias cores e tamanhos para harmonizar com o restante dos móveis.

Além dessas dicas, você também pode acompanhar outras tendências de decoração para ambientes integrados e criar o lar dos seus sonhos. Afinal, viver bem significa ter qualidade de vida, não é mesmo?

Gostou do post? Então, deixe um comentário com sua opinião sobre os ambientes integrados e informações sobre decoração. Vai ser uma prazer ouvir sua opinião!