Planejamento é fundamental para qualquer área da vida, já que é preciso realizar uma análise de diversas metas e objetivos que são pretendidos. Investir tempo e dedicação na formatação de um planejamento financeiro só tende a gerar benefícios — agora e no futuro.

O problema é que muitas pessoas ainda não sabem o que é ou como fazer um planejamento financeiro, o que pode abrir brechas para gastos desnecessários, afastando-as cada vez mais dos seus objetivos e metas de vida. 

Pensando nisso, preparamos este material com ricas informações para ajudar você a colocar de pé seus sonhos, com metas realistas e bem definidas.

Quer começar 2020 com um planejamento financeiro de sucesso? Então, leia todo o artigo e vá anotando as dicas que podem ser incorporadas por você. Vamos lá?

O que é um planejamento financeiro?

Ter um conhecimento básico, mas bem detalhado sobre o que é um planejamento financeiro é a primeira tarefa que você precisa ter em mente. 

Esse conceito diz respeito à definição de uma estratégia para que sejam tomadas decisões por meio da utilização de ferramentas de controle. Isso, empregando conceitos de inteligência financeira capazes de facilitar a realização dos objetivos. Todo esse processo é executado considerando o perfil de consumo e as características de cada pessoa.

O ponto-chave para se entender a função de um planejamento financeiro é equilibrar renda e gastos. Com isso, torna-se possível atingir os mais diversos objetivos — de curto, médio e longo prazos.

Quais são os princípios para colocar o planejamento financeiro em prática?

A execução desse conceito é altamente dependente da disciplina. Afinal, com a tabulação de dados e a manutenção de informações atualizadas, podem ser estabelecidas metas de corte de gastos e maximização de oportunidades.

Em relação a como fazer um planejamento financeiro, é mais fácil compreender esse processo como um método que possibilita a você alcançar uma meta. 

Pois bem, os maiores sonhos dos brasileiros são a compra da casa própria e de automóveis e a realização de viagens em família, não é verdade? Transpor os sonhos para a realidade exige bastante dedicação e disciplina. 

O planejamento financeiro pode ser o facilitador para a execução das suas metas de vida. Por isso, é importantíssimo aplicar essa estratégia, de modo a colher os frutos de uma saúde financeira produtiva e controlada.

Outro ponto muito importante é que o planejamento financeiro é uma estratégia a longo prazo, que deve ser mantida na sua vida. Isso não quer dizer que você não possa curtir seu momento presente. É preciso, centralmente, focar um aspecto: o equilíbrio. Ele será responsável por permitir a realização dos seus sonhos e trará mais constância para sua vida financeira.

Qual a importância do planejamento financeiro?

A forma como se lida com o dinheiro é um fator determinante para a qualidade de vida. Afinal, esse é um recurso que pode proporcionar equilíbrio nas demais áreas, o que engloba até mesmo conflitos familiares e pessoais. Isso, porque muitas crises e discussões decorrem exatamente da falta de dinheiro para o custeio dos mais diversos tipos de necessidades.

Via de regra, as pessoas que gastam além do valor que ganham agiriam da mesma forma caso passassem a ganhar o dobro do dinheiro que recebem atualmente. Em função disso, é preciso que haja um controle do consumo, reavaliação dos gastos e planejamento das finanças. Tudo isso com o objetivo de melhorar a qualidade de vida e garantir uma maior tranquilidade.

A partir do momento em que há um controle das finanças, é possível colocar na ponta do lápis todas as receitas e todos os gastos. Isso possibilita adequar os ganhos ao padrão de vida almejado sem se esquecer da importância de poupar e investir o capital disponível.

Sair do vermelho

Um dos maiores vilões da economia familiar são os juros. Um problema muito comum é trocar de um banco para outro pensando ser possível escapar das altas taxas. Porém, essa solução não é nem um pouco resolutiva e acaba só gerando ainda mais problemas e gastos.

Ao fazer um planejamento financeiro, é possível desenvolver novos hábitos de consumo para se livrar dos juros bancários. Dessa forma, você conseguirá, aos poucos, juntar uma reserva emergencial, evitando recorrer a bancos ou financeiras. 

Lembre-se de que as taxas são extremamente altas e funcionam no esquema de juros compostos. Isso faz com que o montante final chegue até mesmo a triplicar o valor a ser pago inicialmente.

Aumentar economias

O planejamento financeiro é muito importante para identificar os gastos supérfluos, mas significativos no seu orçamento. Eles podem passar despercebidos, porém é possível eliminá-los e até revertê-los em mais renda. 

Um exemplo é quando se tem um carro grande e que gera muitos gastos para ser mantido. Nesse caso, é possível vender o veículo, adquirir um automóvel de menor porte e mais adequado ao que você precisa. Isso ainda possibilita receber um valor na diferença da venda que pode ser investido.

Assim, planejar as finanças, identificando os gargalos e pontos para o corte das despesas desnecessárias, proporciona um acúmulo de dinheiro nas suas mãos, que deve ser poupado. Desse modo, pode-se partir para investimentos tradicionais ou com um pouco mais de riscos, mas com taxas maiores de retorno.

Comprar com sabedoria

Educação financeira é um conhecimento que deveria ser incluído na grade curricular das escolas. Mesmo as crianças têm um impulso para gastar o dinheiro todo de uma só vez, sem pensar no dia de amanhã. O planejamento possibilita que exista uma maior previsão de gastos durante um determinado período de tempo. Assim, dá para saber quanto pode ser usado por semana ou mês.

De posse desses dados, dá para ser mais racional com relação às compras, em vez de ser guiado por impulsos consumistas e imediatistas. Exercitar o controle emocional diante de supostas ofertas também é muito importante para não se cegar nesses momentos, o que pode levar toda a dedicação ao planejamento por água abaixo.

Como fazer um planejamento financeiro completo?

Muitas pessoas são acostumadas a gastar todo o seu dinheiro antes mesmo de recebê-lo. O cartão de crédito e o limite de cheque especial são grande vilões, se não forem utilizados de forma consciente e inteligente. Afinal, eles dão a falsa impressão de que existe uma renda extra.

Para evitar esses problemas e endividamentos futuros, procure gastar seu salário somente depois de recebê-lo. Além do mais, lembre-se de que ele deverá ser direcionado para custear todos os seus gastos até o próximo pagamento.

Com isso tudo em mente, já é possível avançar para a parte prática de como fazer um planejamento financeiro. 

Diagnóstico

O passo inicial a ser dado é fazer um diagnóstico da sua situação atual. A realização dessa etapa pode ser realizada por meio da anotação de todos os seus gastos e rendimentos fixos, além dos variáveis. Uma dica muito válida é que já existem diversos aplicativos financeiros que ajudam no planilhamento e organização dos dados. 

Em seguida, podem ser realizadas algumas perguntas a si mesmo, por exemplo:

  • Quanto da sua renda é gasto com compras supérfluas?
  • Quanto é o mínimo necessário para a sua sobrevivência e custeio de gastos fixos?

Objetivos

É preciso ter em mente que um planejamento depende da definição de objetivos. Eles são indispensáveis a quem pretende construir um patrimônio. Um ponto importante é entender que os objetivos devem ser realistas, ou seja, adequados às possibilidades financeiras de cada um.

Um exemplo é uma pessoa que quer economizar R$ 120 mil em um ano tendo uma renda mensal de R$ 10 mil. A receita obtida em todo o período seria a meta, o que inviabiliza sua realização.

Uma forma mais interessante é acúmulo de uma reserva de emergência de três vezes o valor do seu salário. Tomando como base o exemplo acima, seria de R$ 30 mil.

Primeiro, faça-se as perguntas abaixo:

  • Em qual ponto da sua vida financeira você deseja chegar?
  • Quais as suas pretensões para daqui a 5, 10, 15 e até 30 anos?
  • Quais são seus objetivos de vida, quando se trata de dinheiro?
  • Como você vê e planeja seu futuro?

Então, defina metas que possam ser alcançadas em médio (entre 1 e 5 anos) e longo prazo (depois de 5 anos). Outra atitude que deve estar presente na hora de fazer um planejamento financeiro é pesquisar sobre investimentos e oportunidades para alavancar o seu capital. Estabeleça 3 grupos principais:

  • investimentos arrojados;
  • investimentos moderados;
  • investimentos conservadores.

Um exemplo para os arrojados são ações de empresas negociadas em bolsas, enquanto os conservadores têm como representantes mais conhecidos a poupança e o Tesouro Direto.

Quais são os erros comuns de planejamento financeiro?

Alguns deslizes acabam prejudicando todo o seu planejamento financeiro. Você sabe quais são eles? Veja logo a seguir!

Esquecer-se de classificar as despesas

Esse é um dos erros mais prejudiciais ao orçamento — e um dos mais cometidos. Com ele, a tendência é misturar os rendimentos pessoais e até mesmo empresariais, o que gera análises confusas e discrepantes da realidade.

Não fazer uma reserva financeira

Com certeza, você conhece muitas pessoas que não possuem uma reserva financeira. Ter um determinado valor para suprir os momentos de instabilidade é uma prática muito inteligente, independentemente da sua realidade. Pense sempre nisso!

O que é um orçamento? O que ele tem a ver com planejamento financeiro?

O orçamento corresponde ao conjunto de receitas e despesas, à quantia de dinheiro que se tem em mãos ou ao custo estimado de alguma coisa. Essa seria uma definição literal da palavra. Na prática, o orçamento é mais do que presumir todos os valores que serão gastos e recebidos durante um determinado período.

Existem muitas despesas variáveis que são difíceis de ser mensuradas, mas um trabalho bem-feito e detalhado pode garantir um orçamento que retrate fielmente os seus gastos e receitas.

O orçamento e o planejamento devem ser complementares entre si, e não excludentes. Procure sempre trabalhar com os dois para ter o máximo de produtividade na sua vida financeira.

Como reduzir custos e economizar mais dinheiro?

Tomar um cafezinho depois do almoço ou um sorvete comprado por impulso no shopping são ações que podem ser facilmente cortadas da sua rotina. O ponto a ser analisado é que não é por serem baratos que esses gastos devem ser ignorados, pois, quando somados, representam uma quantia significativa.

Outro fator que pode ser uma grande dor de cabeça para quem quer economizar é o cartão de crédito. Afinal, ele pode se transformar em um impeditivo para o alcance de metas e objetivos. Gastar mais do que o permitido da sua receita e atrasar os pagamentos dos boletos são erros muito perigosos. Não se esqueça de que as parcelas e juros só vão se acumulando.

Ainda, dá para promover a economia verificando o gasto com todos os serviços contratados. Entram nessa conta os planos de TV, pacotes de streaming e a própria internet. Pesquise e analise opções mais interessantes para o seu bolso.

O seguro do carro também é um outro gasto que pode ser reduzido com uma pesquisa entre as empresas seguradoras e análises de novas propostas comerciais. Em muitos casos, uma mudança contratual pode ser extremamente vantajosa e gerar uma economia significativa no fim.

Quais são os melhores investimentos para meus objetivos?

Existe uma infinidade de opções de investimento para cada perfil. Manter uma reserva de emergência e não apostar todos os ovos em uma cesta só são dicas muito conhecidas no jargão do mercado financeiro. Logo abaixo, vamos demonstrar algumas opções para o seu bolso:

  • poupança;
  • CDB;
  • ações na bolsa de valores;
  • debêntures;
  • Tesouro Direto;
  • câmbio.

Depois de toda essa leitura, você tudo sobre como fazer um planejamento financeiro e está mais que capacitado para, com paciência e persistência, se emancipar de vez das dívidas e desesperos por dinheiro. Coloque em prática as dicas e técnicas que lhe mostramos neste material, e sua vida financeira vai ter um grande crescimento. 

Se você gostou do que leu por aqui, não se esqueça de compartilhar este post nas suas redes sociais. Dessa forma, os seus amigos também poderão aprender mais sobre o assunto e ter tranquilidade nas finanças!

Please follow and like us: