Comprar ou alugar um imóvel é uma importante decisão, que envolve desde os gostos pessoais até as particularidades da família. Assim, tanto os valores e sonhos quanto as condições e possibilidades de cada opção devem ser considerados para decidir da melhor forma.

Existem vantagens e desvantagens para qualquer uma das escolhas, dependendo dos contextos de mercado e das necessidades da família. Por essa razão, alguns importantes aspectos devem ser analisados, de modo a garantir segurança na hora de definir qual caminho seguir.

Continue a leitura e saiba o que avaliar ao escolher entre comprar ou alugar um imóvel.

A hora certa para decidir por comprar ou alugar

A melhor opção entre comprar ou alugar um imóvel pode ser diferente em razão do momento pelo qual a pessoa está passando. Existem inúmeras variáveis capazes de influenciar e determinar a melhor hora para se tomar um ou outro caminho.

Por sua vez, é certo que o velho sonho brasileiro da casa própria tem alguns fundamentos culturais e emocionais. Mas, quando se trata de uma avaliação do aspecto financeiro da opção, muitas vezes o aluguel pode ser melhor, mesmo com aquela sensação de “dinheiro jogado fora todo mês”.

Na verdade, tal abordagem se aplica tanto no caso de disponibilidade do montante para aquisição à vista quanto na condição de ser necessário um financiamento para a compra. Em ambas as situações, o rendimento financeiro das aplicações existentes no mercado pode valer mais.

Desse modo, alugar o imóvel e aplicar o dinheiro da compra pode ser mais vantajoso. Da mesma forma, também pode ser melhor usar a diferença do valor da prestação (em caso de financiamento) quando for maior do que a quantia paga de aluguel para investir no mercado financeiro.

De qualquer forma, o tempo certo para decidir entre aquisição ou locação requer uma avaliação de diversos fatores envolvidos. Nesse caso, algumas questões têm natureza bastante pessoal e estão relacionadas não apenas às condições financeiras, mas também aos valores da família — que constituem uma variável importante a ser levada em conta.

Os principais aspectos a serem considerados na decisão

Para fazer uma boa avaliação, é preciso considerar o que é melhor do ponto de vista financeiro e segundo a ótica das necessidades ou condições da família. Existem vantagens e desvantagens que podem adquirir maior ou menor importância em tempos diferentes.

Situação e estabilidade econômica da família

Um aspecto que não pode deixar de ser considerado é a condição financeira da família. Nesse sentido, é essencial saber se o núcleo familiar está apto a adquirir um imóvel (à vista ou financiado) ou assumir um contrato de locação de modo estável.

Para tanto, é preciso projetar essa avaliação para os próximos anos nos casos de financiamento e locação. Em algumas situações, é necessário levar em conta ainda os custos de condomínio, quando aplicáveis.

Capital em caixa para dar entrada e cobrir os custos da compra

Na avaliação da possibilidade de adquirir um imóvel, é importante considerar o valor que se tem em caixa, isto é, o chamado “dinheiro na mão”. Esta quantia deve ser suficiente para quitar o imóvel ou pagar a entrada exigida, assim como para as despesas referentes à negociação.

O dinheiro em caixa (para a entrada ou quitação à vista) é a principal referência em uma comparação com a opção pelo aluguel. Esse valor, quando aplicado, renderia mais do que a quantia do aluguel? Seria mais interessante, portanto, aplicar os recursos e dispensar um valor mensal para a locação?

Capacidade de manutenção do imóvel

De maneira geral, os imóveis podem sofrer rápida depreciação se não forem adequadamente mantidos e cuidados. Ao comprar uma casa, é preciso levar em conta as despesas que vão surgir, essenciais para manter o imóvel sempre em boas condições.

Adequações estruturais, assim como diversos consertos necessários muitas vezes, costumam ser da responsabilidade do proprietário. Dessa forma, no caso de locação, tais despesas poderiam ocorrer, mas ser posteriormente ressarcidas.

Planejamento familiar

Uma pergunta que não pode deixar de ser feita se refere ao crescimento da família. Assim, o planejamento familiar está considerando mais gente vindo a morar na casa (filhos, pais, sogros)?

Além disso, existem outros sonhos a serem considerados? Trocar o veículo da família, fazer uma faculdade ou garantir uma boa escola para os filhos são anseios que exigem uma abordagem dentro do planejamento familiar, por exemplo.

Oportunidade de investimento

Como negócio (isto é: investimento), a aquisição da moradia precisa ser avaliada não apenas no momento, mas a partir de uma perspectiva mais ampla. É necessário que seja assim, pois o mercado de imóveis apresenta períodos de flutuação que não podem deixar de ser considerados.

A aquisição do imóvel para moradia é uma oportunidade de investimento no sentido de aquisição de patrimônio. Mas não se trata de um produto que entrará na dinâmica de compra e venda, como títulos ou ações que são negociados sempre que for vantajoso.

A avaliação de cada variável envolvida

Os aspectos mostrados acima devem ser avaliados um por um e em conjunto. Essa apreciação, diferente para cada condição familiar, deve orientar a decisão pela aquisição ou locação de um imóvel destinado à moradia da família.

Assim, as vantagens e desvantagens de cada alternativa precisam ser levadas em conta. Para tal fim, consideram-se de forma comparativa as vantagens de uma opção como desvantagens da outra.

Comprar

As principais vantagens da aquisição do imóvel podem ser assim resumidas:

  • importante iniciativa na formação do patrimônio da família a longo prazo;
  • facilidade de planejamento, em razão do valor fixo das parcelas (quando o imóvel for financiado);
  • possibilidade de adequação do imóvel às necessidades ou preferências da família.

Alugar

As vantagens mais relevantes da locação do imóvel para moradia são:

  • menor demanda de capital imediato, uma vez que não haverá a necessidade de entrada;
  • maior mobilidade para a família, em especial no caso de mudanças constantes;
  • maior possibilidade de dispor de recursos para investir ou aplicar.

Assim, comprar ou alugar um imóvel deve ser uma decisão precedida de uma boa avaliação, capaz de sustentar a escolha certa para cada família.

Gostou do post? Continue conosco em nossas redes sociais: estamos no Facebook, Twitter, Instagram e LinkedIn.

Please follow and like us: