Hoje conversamos com a nutricionista Carla Mosconi Guimarães, instrutora em Mindful eating para saber um pouco mais como neste período de quarentena devemos ter atenção com a alimentação e o quanto a nutrição é importante para que o nosso desempenho no trabalho melhore (já que muitos estão em home office) e também na nossa saúde mental.

1- Qual é a importância da nutrição para a saúde de uma pessoa?

A alimentação tem papel fundamental na promoção da saúde pois é através dela que nutrimos nosso organismo e suas necessidades. A alimentação é uma escolha, deve ser um ato consciente visando saúde e bem-estar.

2- Quais os principais alimentos e atividades que é necessário manter na alimentação e rotina nesse período de quarentena?

São vários os fatores que devemos contemplar para melhorar a imunidade:

  1. beber água (hidratar o organismo); 
  2. ter uma boa noite de sono;
  3. nutrir a saúde emocional – ( yoga, meditação, boa leitura..);
  4. praticar atividade física regular, manter o corpo ativo;
  5. manter uma alimentação mais natural, rica em alimentos fontes de vitaminas e minerais em quantidades adequadas. ( descascar mais e desembalar menos);
  6. Manter um bom hábito intestinal;
  7. Evitar alimentos processados, ultra processados, bebidas açucaradas e bebidas alcoólicas em excesso.

Dica rápida de alguns cupons de desconto para aproveitar nesses momentos de atividade:
Cupom de Desconto Americanas
Cartão de Crédito Mooba
Cupom de Desconto Netshoes

3- Como o balanceamento da alimentação pode ajudar na concentração no trabalho nesse período de home office?

Dar preferência: peixes, frango, ovos, carne,  azeite de oliva extra virgem, castanhas v( caju, do Brasil, macadâmia), legumes e verduras crus e cozidos (agrião, rúcula, couve, brócolis, couve-flor, acelga, repolho roxo, cenoura, batata doce), frutas (laranja, limão, acerola, manga, goiaba, abacate, frutas vermelhas, kiwi, melão, mamão), alho, cebola, salsa, cúrcuma, cereais integrais.

4- Trabalhando em casa, muita gente não tem muito tempo para cozinhar ou tem preguiça, o que devemos fazer para continuar saudável nesses dias?

Para esses dias de trabalho/estudos em casa, com um gasto energético menor, o ideal é tentar estabelecer uma rotina e readequar o consumo alimentar diário, manter uma alimentação mais leve, de fácil digestão, variada de forma que atenda às necessidades do organismo.

5- Muita gente começou a fazer exercícios físicos agora malhando em casa, qual alimento é o ideal para comer antes do treino e após o treino? Tem alguma diferença de alimentação para treinos em casa e na academia?

Sim, é diferente o tipo de treino em academia e o treino em casa. Os treinos em academia geralmente exigem mais e cada um terá uma necessidade, um planejamento específico. Para os exercícios caseiros que mantém as pessoas fisicamente ativas, a alimentação estabelecida para o momento, é suficiente.

6- Há alguma tabela nutricional que conseguimos seguir nesse período?

Hábitos e comportamentos alimentares podem promover saúde ou doença. Estar atento às nossas escolhas; com atenção plena e aqui envolve as etapas desde a escolha, o preparo e um comer mais consciente, é uma forma autocuidado. Desta maneira, com uma consciência mais ampliada e atitude mais curiosa, aberta e gentil poderemos construir uma relação mais harmoniosa e de respeito com a alimentação e o corpo.

Estar centrado no que está acontecendo é sair do piloto automático e nos reconectar!

7- Quais as principais dicas para uma alimentação balanceada nesse período?

Como orientação, o melhor é estabelecer uma rotina que atenda às necessidades de cada um com escolhas mais harmoniosas para o horário. Ex: Café da manhã, Almoço, Lanche da tarde, Jantar, Ceia, sempre bebendo água ao longo do dia!

8- A maioria dos brasileiros está fazendo todas as refeições em casa, como evitar atacar a geladeira à cada 5 minutos?

Estar presente no momento do comer é o caminho mais próximo da saciedade uma vez que o cérebro demora pelo menos 15 min para entender que o corpo está sendo alimentado, recebendo nutrientes e o sinal da fome começar a diminuir. O que podemos fazer:

  • Estabelecer horários semelhantes para cada refeição
  • Apreciar o prato de comida, suas cores, variedade, o aroma…
  • A cada garfada, descanse o talher no prato e perceba a comida em sua boca, a textura dos alimentos, sabor que surge.
  • Faça a refeição num ambiente tranquilo, evite as distrações: TV, celular, computador, música alta. Preste atenção em seus pensamentos (eles podem nos desconectar do corpo), se ele estiver longe (passado ou futuro), traga sua mente novamente para o presente, com gentileza!

Se estiver almoçando em família, desfrutem da companhia e opinião de cada um sobre a refeição compartilhada e o momento vivido.

  • À medida que se alimenta perceba o quão satisfeito já está ficando para saber o momento de encerrar a refeição
  • Se tiver vontade de algo em especial, como com atenção plena, desperte sua sabedoria interior para saber seu limite, pense no equilíbrio.
    É preciso  saborear o momento presente e ter Gratidão!!

Essa foi mais uma entrevista para ajudar vocês a passarem por esse período da melhor maneira possível. Você ainda assim precisa de ajuda? Conte com a gente. Estamos aqui para ajudar vocês sempre! Compartilhe nas suas redes sociais, marque a Mooba e ajude esse texto chegar no maior número de pessoas!