Uma residência reformada, para ficar do jeito que se deseja, é o sonho de muita gente. Mas, quando estamos reformando a casa, o que mais queremos é ver a hora em que a obra termina.

Uma maneira de fazer com que tudo corra o mais próximo do que se espera é realizar um bom planejamento com antecedência. Para tanto, algumas iniciativas devem ser levadas em consideração.

Continue a leitura e veja as dicas que preparamos para o momento em que você estiver reformando sua casa.

Defina o orçamento

O orçamento está inserido logo no início deste post por uma razão simples e direta: se você começar uma reforma, deve concluí-la. Assim, avalie muito bem seus recursos financeiros e defina um teto de gastos como limite.

Com esse valor em mente, elabore seu orçamento para levar a obra até sua conclusão. Considere que você deve definir um orçamento para material e outro para mão de obra (os serviços que você vai contratar).

Leve em conta que é preciso deixar previsto desde o começo como se dará o desembolso, isto é, de que forma serão feitos os pagamentos das despesas elencadas. O ideal é sempre se ajustar ao cronograma de obras que você fará logo adiante.

Tal cuidado é importante porque, às vezes, não se dispõe de imediato de todo o recurso necessário. Desse modo, é preciso saber quando será necessário dispor de cada montante para a aquisição de material e o pagamento de serviços, uma vez que ambos podem ser parcelados.

Busque inspirações

Revistas especializadas e sites de decoração podem ser grandes fontes de inspiração para uma reforma de casa. Pesquise inicialmente como quem olha vitrines, buscando os detalhes que mais tocarem sua sensibilidade.

A partir de um primeiro contato, avalie o material utilizado, os custos e os fornecedores disponíveis, assim como o frete e o prazo de entrega, entre outras questões. Todas essas variáveis devem viabilizar seus desejos e tornar possível que se concretizem.

Dessa forma, não precisa inventar moda novamente se você pode apenas aprimorar o que já foi criado. Com certeza alguém já pensou em algo que será do seu interesse e você pode se inspirar nessas ideias.

Na verdade, trata-se de um universo quase ilimitado de possibilidades. Não vai ser difícil e, no fundo, essa é a fase mais gostosa de uma reforma.

Faça um projeto

Não se faz reforma sem projeto — a não ser que a pessoa esteja disposta a correr o risco de falhas resultantes da experimentação durante a obra. Assim, uma vez decidido aquilo que você quer e o volume de recursos disponíveis, elabore um projeto (por mais simples que seja).

É o projeto que permite antever detalhes e se antecipar quanto a possíveis dificuldades operacionais. Com isso, você tem tempo hábil para conseguir soluções ou mesmo alterar os planos.

No entanto, caso deixe para descobrir que vai ser difícil manobrar o mobiliário em razão da posição irregular de uma passagem, por exemplo, pode ter que desembolsar um valor muito alto para corrigir. Por isso, não dispense o projeto de sua reforma e use-o até o final, ainda que tenha que fazer ajustes.

Se os recursos disponíveis são limitados, lembre-se da possibilidade de contratar um arquiteto mais jovem, em início de carreira. Considere que você precisa de um projeto para sua inspiração e, portanto, pode não haver necessidade de contratar o mestre dos mestres para tal fim.

Pesquise preços

Com o projeto elaborado e o orçamento definido, chegou a hora de pesquisar entre diversos fornecedores, a fim de encontrar os melhores preços. Dessa forma, seu orçamento total dará origem a uma planilha de valores com detalhes de cada item importante da reforma.

Nesse sentido, dedique uma atenção especial ao material destinado ao acabamento, além de considerar as compras online que você pode fazer. Ao mesmo tempo, não perca de vista que será necessário pesquisar também os preços da mão de obra. Para tanto, considere que material e mão de obra geralmente empatam no preço.

Leve em conta que alguns serviços, quando realizados por especialistas, apresentam resultados muito melhores. Talvez você tenha que pesquisar por orçamentos diversos para cada serviço que exija mão de obra especializada, mas esteja certo de que vale a pena.

Monte um cronograma de trabalho

Um cronograma de trabalho é uma tabela na qual estão relacionados todos os serviços a serem realizados durante a reforma. Essas atividades são ordenadas cronologicamente, de modo que se pode ver quais delas serão executadas em cada semana.

No caso de reformas menores, as ações podem ser ordenadas por dia. Com isso, se faz um acompanhamento mais preciso dos trabalhos que vêm sendo realizados e daqueles que devem ser implementados nos próximos dias.

Elaborar um cronograma ajuda a obter uma visão ampla de como se dará o andamento da obra. Ao mesmo tempo, permite preparar o cronograma de desembolso, ou seja, a programação dos pagamentos de todos os serviços que serão feitos ao longo da reforma.

Contrate bons profissionais

Todo o planejamento e o esforço despendidos, assim como a aquisição do melhor material, podem ser em vão se a reforma não for conduzida por bons profissionais. Do arquiteto ao pedreiro, leve em conta que o serviço deve ser feito uma única vez.

Assim, considere que retrabalhos durante as reformas consomem o orçamento além do previsto e deixam um resultado sempre abaixo do esperado. A experiência ensina: fazer testes com os profissionais durante a obra pode ser desastroso.

Além de evitar perdas, profissionais experientes podem trazer ideias e soluções para questões que surgirem ao longo da obra. Nesse sentido, muita dor de cabeça pode ser evitada.

Compre materiais de qualidade

Um cuidado que deve ser observado é a qualidade dos materiais utilizados na reforma. Evite adotar o preço como primeira referência, pois os resultados podem ser ruins.

Materiais ou insumos de baixa qualidade quase sempre provocam retrabalhos e, com isso, os custos aumentam significativamente. Em determinadas situações, refazer fica tão mais caro que a pessoa opta por incorporar o dano, o que gera estresse e uma insatisfação permanente.

Ao mesmo tempo, considere adquirir os materiais mais importantes com antecedência. Prime pela qualidade, mas também pela presteza quando se trata de estar bem preparado para a reforma.

Finalmente, saiba que é possível receber cashback (dinheiro de volta) ao adquirir materiais de construção e mobiliário. Portanto, cadastre-se na Mooba e esteja pronto para economizar nas compras.

Não se esqueça: reformando a casa (ou pensando em fazê-lo), guarde as dicas acima, pois são um bom guia para ajudá-lo a garantir que tudo saia da melhor maneira possível.

Gostou do post? Entre em contato conosco e descubra como receber dinheiro de volta em suas compras.

Please follow and like us: